Artigos da Tag nonsense

26
mai

Ah, os fãs.

por Nogueira em 26.mai.2017 | Tags:  , , ,  

Ao trabalhar com o público, especialmente quando há aquela saudável distância física e, por isso, não é necessário encarar um focinho desagradável, se tem que lidar com estupidez e ganância alheia. Em profusão e de mãos dadas. E de uma forma completamente sem noção.

Imagine o tipo a perguntar coisas absolutamente óbvias? Ou pedir dinheiro assim, sem mais, sem menos. Como se o interlocutor, sabe-se lá onde do outro lado da tela, se numa casa, escritório, firma de assessoria de imprensa, cyber café, na casa dele ou num puteiro, fosse lá seu chapa de muitos anos.

É assim que começa quando o interlocutor é homem: já te chama de ‘amigo’ no chat. E o sujeito sequer curtiu a página — aparece no cantinho lá se o gajo curtiu ou não e quando o fez. Mas ele vem com papo rasteiro de que é fã de carteirinha. E já vai logo pedindo dinheiro. Ou algum tipo de ajuda, caso não seja possível conseguir dinheiro. (O que nunca acontece, afinal alguém dá dinheiro a desconhecidos assim, de boa?)

Se você gerencia a página de um artista, é provável que o sem noção ficará por cerca de alguns dias, talvez até meses, pedindo alguma forma de ajuda, um endosso do trabalho dele ou enviar discos autografados; gravar vídeos falando bem dele/a ou cantando para ele/ela; pedem para você fazer uma letra, uma música para homenageá-los, do nada também; e escrever na TL dele o quanto você o/a ama!

Essa falta de noção, é claro, vem sempre acompanhada de carência de talentos e sobras em ‘se dar bem não importa como’. O que se pode esperar de uma pessoa que diz, já no primeiro diálogo que ‘te ama’? Ora, minha filha como que é você pode amar alguém que nunca viu o focinho? E na primeira vez que fala com ele? Oxente, é muita falta de noção.

Outras, perguntam se ‘você tem família’. A vontade de responder é ‘não, sou filho de chocadeira’; ou ‘mas é claro que não, meus pais me abandonaram na Febem quando eu tinha seis meses, fui criado num orfanato, nunca quiseram me adotar porque eu era um catarrento feio demais da conta e aí acabei encostado; ou ainda: ‘sou o resultado da primeira clonagem humana da história, feita pelos soviéticos, mas a tecnologia era ainda rudimentar e eu vim com defeito, os russos não quiseram ficar pelo constrangimento de experimento mal sucedido, mas por compaixão me abandonaram no cais do Porto de Santos e acabei criado num bordel’.

Infelizmente não tenho a liberdade de responder a essas pessoas de uma maneira que julgo merecedora. Ao menos, porém, posso escrever sobre.



6
nov

Alien no parque

por Nogueira em 06.nov.2015 | Tags:  ,  

Alien no parque



28
out

Dicas para arranjar uma namorada

por Nogueira em 28.out.2015 | Tags:  , , , ,  

Aqui nove dicas úteis para conseguir uma namorada ou um primeiro encontro de sucesso e, assim, encetar um romance de acordo com as práticas mais eficazes entre os galãs do reino animal. Siga-as à risca e terás grande sucesso. Garantido.

Dica amorosa um - fala o cachorro: no primeiro encontro você deve encoxar.

Dica amorosa um – fala o cachorro: no primeiro encontro você deve encoxar.

 

Dica amorosa dois - fala o escaravelho: no primeiro encontro você deve levar uma grande bola de merda.

Dica amorosa dois – fala o escaravelho: no primeiro encontro você deve levar uma grande bola de merda.

 

Dica amorosa três - fala o orangotango: seja atencioso, se ofereça para tirar os piolhos dela

Dica amorosa três – fala o orangotango: seja atencioso, se ofereça para tirar os piolhos dela

 

Dica amorosa quatro - fala o pavão: não tenha medo de se exibir.

Dica amorosa quatro – fala o pavão: não tenha medo de se exibir.

 

Dica amorosa cinco - do leão: cada transa deverá durar em torno de cinco segundos.

Dica amorosa cinco – do leão: cada transa deverá durar em torno de cinco segundos.

 

Dica amorosa seis - fala a mosca: conheça mais cocotas indo à lixeira.

Dica amorosa seis – fala a mosca: conheça mais cocotas indo à lixeira.

 

Dica amorosa sete - a sábia coruja: mostre seu interesse levando ratos mortos de presente.

Dica amorosa sete – a sábia coruja: mostre seu interesse levando ratos mortos de presente.

 

Dica amorosa oito - do garboso Mandril: mostre sua bunda inchada e vermelha pra ela.

Dica amorosa oito – do garboso Mandril: mostre sua bunda inchada e vermelha pra ela.

 

Dica amorosa nove - fala o Alce: para atraí-la, se encharque de mijo.

Dica amorosa nove – fala o Alce: para atraí-la, se encharque de mijo.

 



27
out

ET, o extraterrestre, é preso

por Nogueira em 27.out.2015 | Tags:  , ,  

Eu sei que a imagem está podre de ruim, mas não tive como não publicar. ET, o extraterrestre, é preso



27
out

Abóbora

por Nogueira em 27.out.2015 | Tags:  , ,  

Tampouco elas escampam à ganância e ao duvidoso senso estético dos dentistas.

Abóbora com aparelho dentário.

Pobre abóbora.



26
out

Centauro

por Nogueira em 26.out.2015 | Tags:  ,  

Aquela mítica figura metade humana, metade cavalo, existe. E não me refiro à mitologia. Observe:

Centauro: metade humano, metade cão.

Há de se notar, porém, na realidade, centauros são metade humano, metade cão.  E não são guerreiros, mas sim cozinheiros.

Ler mais…;



25
out

Enquanto isso no Texas

por Nogueira em 25.out.2015 | Tags:  ,  
Enquanto isso no Texas.

Enquanto isso no Texas.



23
out

Política da desinteligência

por Nogueira em 23.out.2015 | Tags:  , , ,  

Quer ver gente inteligente a falar sandices? Esse vídeo é uma boa pedida. Não que tenhas, tu, raro leitor, de ser um eleitor do atual governo ou que morra de amores pela presidente, podes mesmo detestá-la, achá-la odiosa e não te apetecer o vermelho escarlate. Não precisas, tampouco, perder a inteligência talvez sempre rarefeita nos extremos do espectro político.

O ponto alto do vídeo, quiçá, esteja aos 2m05s quando uma senhora, ao dizer (apontando triunfalmente o dedo para o infinito e além) que a população não sabe o que é comunismo, tenta defini-lo:
O comunismo tá lá nos livros, ah, er, foi tudo que aconteceu aonde ele já passou (corte no vídeo); é miséria, abandono… é… tudo que o diabo esqueceu no inferno. (!!!)

Uma outra tipa aparece com Stálin, Mao e Hitler no mesmo cartaz como ‘socialistas’ (1m35s do vídeo) é a  ignorância em estado objetivo (como gente do naipe do Rodriguinho Constantino, o povo do Instituto Mises, olavetes e fãs do Bolsonaro). Será que eles nunca ouviram falar em ‘Pacto-Anticomintern’ (acordo anticomunista firmado inicialmente por Japão e Alemanha) ou o fato que o Führer dizia que a sociedade soviética era produto bolchevismo judeu?

Ah, e ela ainda diz que estamos numa ditadura! Sim, com gente a protestar contra o governo e a dizer disparates, sem nenhum agente repressor por perto, ditadura sangrenta! Ditadura com voto direto! Ditadura com liberdade de expressão! Creio que o problema dessa cáfila não seja caso de opção política, mas um caso psiquiátrico.



6
out

Fotografias de si mesmo e outras diabruras

por Nogueira em 06.out.2015 | Tags:  , ,  

Selfie Old School

Não consigo entender certos estranhos hábitos que algumas pessoas desenvolveram com a massificação do acesso à internet, notadamente nas redes sociais — leia-se Facebook.

Um deles e que me parece mais atual, ao menos em ‘minha linha do tempo’ (a qual ainda me refiro sempre como mural), e que é simplesmente bisonha é, no dia do próprio aniversário, o meliante postar uma foto de si ou mesmo um álbum inteiro em poses narcisistas e um tanto ridículas e se dar parabéns pelo próprio aniversário.

Que tipo de insegurança, carência ou necessidade de chamar atenção é essa? E do modo mais tosco possível: com fotos de si mesmo. Me escapa ao entendimento tal tipo de necessidade, afinal, se acessarmos o Facebook, não importa em que horário, em questão de pouco tempo o puto te avisará que fulano, beltrano, ciclano ou seja lá qual for o barnabé que esteja em sua pandilha de miguxos avisará qual está a fazer anos.

Se alguém assim o fizer, faço questão de não cumprimentar.

Por mais que o focinho de uma tipa seja agradável e seu curvilíneo corpo desperte a libido alheia, por fotos de si o tempo inteiro é algo broxante.

E ainda, ao menos em minha mente (e não sei o quanto sou doentio, esquisito ou intolerante), terei a impressão que a pessoa tem algum tipo de transtorno, como o de personalidade narcisista. Enfim, essa cepa de gente parece acreditar que seus amigos, contatos, colegas, conhecidos, vizinhos, inimigos, o Renan Calheiros, a corte britânica, a torcida do Flamengo, o Gandalf, os mujahidin, o palhaço Krusty, o Reino Monera (quiçá o Fungi) e o Satanás (e, porque não, Javé?) orbitam ao redor do seu umbigo. E tudo diz respeito a eles, evidentemente.

E tem, nesse caso, algo bem peculiar: noto que essas pessoas, quando têm gostos em comum, tendem a se reconhecer no outro, ao perceber o que se chama de ‘algo em comum’, enfim, por mínimo que seja, a preferência por um filme xyz, ter um hábito tal e qual, essas bobagens insignificantes — de uma perspectiva objetivante — geram uma empatia tal que cria, a bem dizer, uma laço de afeição aparentemente do vácuo — a maravilhosa capacidade humana de atribuir significados subjetivos se mostra aqui em toda sua força. Mas, para essa canalha narcisista? Oh, não!

Se eles gostam de algo, têm um hábito peculiar ou metas quaisquer que sejam e descobrem que alguém que não eles também os tem, qualquer que seja ele,  pronto, está instaurado um conflito dos mais sangrentos. Eles se sentem menos únicos, se acham vulgarizados em suas opções, escolhas racionais, emotivas, conflitos interiores e o que mais possa vir.  E, como sugerido, creio que esse sentimento seja tudo menos justificável, tudo menos saudável de uma perspectiva inteiramente psiquiátrica, poder-se-ia dizer. Para além de tudo, é deveras antissocial. A recomendação, portanto, ao se notar um espécime assim é, creio, afastar-se e não alimentar seu ego, tampouco entabular qualquer tipo de interação, exceto que se tenha a presença de espírito digna do Dalai Lama e, talvez, do Papa Chico.

 



27
mar

A todos uma feliz páscoa

por Nogueira em 27.mar.2013 | Tags:  ,  

Feliz Páscoa

Via.



27
mar

Refeição

por Nogueira em 27.mar.2013 | Tags:  ,  

Sal faz mal.
Gordura faz mal.
Açúcar faz mal.
Carboidratos fazem mal.
Carne faz mal.
Laticínios fazem mal.
Pão faz mal.
Ovo faz mal.

Aproveite vossa refeição:

Refeição saborosa e saudável



19
mar

Polidez

por Nogueira em 19.mar.2013 | Tags:  ,  

Polidez felina
 

Via.



19
mar

A toalha

por Nogueira em 19.mar.2013 | Tags:  ,  

A cobra pede a toalha
 

Via.



19
mar

Escalada dos acontecimentos

por Nogueira em 19.mar.2013 | Tags:  , , ,  

Escalada felina

Não sei o que é mais surreal, o gato a escalar as costas da moça como se estivesse a escalar um muro qualquer ou o esforço da repórter em transmitir, de início, a sensação de que não há, absolutamente, nada de errado. Via.



19
mar

Que tal este goleiro?

por Nogueira em 19.mar.2013 | Tags:  , ,  

Que tal este goleiro?

Esse sim é um goleirão. Não precisa de luvas. E pula como um gato. Duh! Via.