Artigos da Tag deboche

27
out

Adão

por Nogueira em 27.out.2015 | Tags:  , ,  

 

Sobre a postagem em que falava sobre os valentões da internet: sobre o que eles falam. Tirinha do Adão Iturrusgarai.

Adão Iturrusgarai sobre a intolerância - Bullshit Terrier



9
out

Mágica!

por Nogueira em 09.out.2015 | Tags:  ,  

Mágica!

Um exemplo de como crianças podem ser brilhantes na arte do Ilusionismo.



27
mar

Refeição

por Nogueira em 27.mar.2013 | Tags:  ,  

Sal faz mal.
Gordura faz mal.
Açúcar faz mal.
Carboidratos fazem mal.
Carne faz mal.
Laticínios fazem mal.
Pão faz mal.
Ovo faz mal.

Aproveite vossa refeição:

Refeição saborosa e saudável



19
mar

Marombando na academia

por Nogueira em 19.mar.2013 | Tags:  , ,  

Marombando na academia
Excesso de exercício faz mal à saúde, daí que é sempre necessário evitar a fadiga, como já diria o Jaiminho. Via.



11
mar

Modernidade

por Nogueira em 11.mar.2013 | Tags:  , ,  

espertinho

Esperteza tecnológica. Que tal? Via.



22
fev

Esta foto não pode de modo algum ser manipulada.

por Nogueira em 22.fev.2013 | Tags:  , ,  

1-obama 2-obama 3-obama 4-obama 5-obama 6-obama

Creio não ser preciso dizer nada.



3
jun

Lápis

por Nogueira em 03.jun.2012 | Tags:  ,  

“Não derrube o lápis no chão. Ele pode ficar desapontado.”

Um gracejo perdido do Tavares, aquele tratante.



12
mar

A arte do feijão gordo

por Nogueira em 12.mar.2011 | Tags:  , ,  

— Rapaz, Thomas Mann publicou Os Buddenbrook aos vinte e seis anos. É um calhamaço de quase setecentas páginas! Como é possível?

— É, Joaquim, mas essas virtuoses não assim tão raras, veja Clarice Lispector, por exemplo, escreveu Perto do coração selvagem aos dezessete, é um trabalho fino, alta literatura, baseado no Joyce e se a memória não me trai no Retrato, com uma perspectiva muito similar. E tem mais, meu caro, Schopenhauer começa a escrever O mundo aos vinte e seis, publicando a obra quatro anos depois…

— E tem o Rimbaud… — diz Joaquim num tom agastado, se encolhendo.

— Oh, não, ele era um enfant terrible. Não se pode colocá-lo na mesma categoria de tais tipos, escreveu apenas uma época e depois não mais — emendou o Peixoto, num tom professoral, transparecendo alguma afetação.

— É, pelo que vejo, é melhor eu parar com tudo, até hoje escrevi ninharias…

— Ora Joaquim, deixe de pessimismo. Hobbes publicou o Leviatã com mais de sessenta… Saramago, então, produziu algo que prestasse com mais de cinquenta.

— Bah, queres me animar… Conheço-te.

— Nem por isso. Mas saiba que nenhum deles fazia um feijão gordo tão bom quanto o seu.

— Vejo que tu acalentas teus amigos apenas quando tens fome, puto.

— Não é o caso. O fato é que você fica aí tagarelando e eu aqui a definhando. Meta-se a cozinhar isso logo, homem!