6
out

Sandices veganas, I

Algo muito impressionante e mesmo divertido é a abjeta ideia de que os seres humanos sejam feitos para comer vegetais e apenas eles. Como se os humanos fossem adaptados pela evolução biológica, dos tempos do mais remoto hominídeo até agora, com um organismo herbívoro, tal um cavalo ou um bode. É evidente que apenas uma mente com uma inteligência tipicamente bovina poderia advogar tal sandice. Ela implica uma impossibilidade: o desenvolvimento dos humanos, desde o paleolítico, como consumidores de vegetais e apenas deles. Ora, é como se a agricultura em sua origem precedesse a caça e as atividades coletoras e, que em vários momentos eram impossíveis: a ocupação dos ancestrais humanos de localidades de clima temperado a frio impediu a coleta de alimentos de origem vegetal e tais antepassados eram relegados obrigatoriamente ao consumo de alimentos de origem animal especialmente nos invernos e nas eras glaciais.

Post relacionado

A burrice é infinita   Prova cabal da infinitude da estupidez humana. Via.
Estupidez para o Nobel da Paz Se nerds italianos da revista Wired defendem a Internet, é legítimo defender a estupidez nas suas variadas formas, da idiotice pura e simples à bu...
Sandices veganas, II Dando seguimento ao que se pretende ser uma pequena série sobre as sandices, obscurantismo e tolices do veganismo, seria interessante notar que os...
Sandices veganas, III Que tal um sebo? Isso mesmo, uma banha? Mas de origem vegetal, claro, pois se diz, não obstante a evolução humana ser uma prova contrária, que elas ...

por  Nogueira  em  06/10/2015

Escreva um comentário

E-mail